×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Bem-estar & Natureza Cultura O Que Fazer

53 rolês de graça (ou quase) para fazer em São Paulo

By Giulia Trecco

japan house

Opções não faltam para quem quer curtir São Paulo sem gastar nada (ou quase nada). Confira as nossas sugestões.

São Paulo é uma cidade cheia de vida, com opções de lazer e cultura espalhadas por todos os lados. Com certeza há muito mais do que 53 lugares para conhecer sem gastar nada aqui em São Paulo. A nossa lista conta com alguns dos lugares mais bacanas da cidade, e que você não pode deixar de visitar.

Mirante 9 de Julho

O local é aberto ao público, com entrada gratuita, e tornou-se um ponto turístico da cidade. Muitos já aproveitavam as escadarias para vislumbrar a Avenida que passa por baixo dele e a capital.

Onde: Rua Carlos Comenale, s/n – Bela Vista

mirante-9-de-julho-mira
I Hate Flash

Parque Ibirapuera

A famosa “praia” dos paulistanos, o Ibirapuera é o mais importante parque urbano da cidade. Seus três lagos artificiais são interligados e ocupam 1,6 milhão de metros quadrados. E, além disso, possui uma série de opções de lazer e esportes para toda a família.

Onde: Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n (portões 2, 3 e 10);
Avenida IV Centenário – portões 6 e 7A;
Avenida República do Líbano – portão 7

ibirapuera por do sol sp
@Ciro Amado

Centro Cultural São Paulo

É considerado um dos principais espaços culturais da cidade, localizado pertinho da estação Vergueiro. Por lá, você pode curtir um espaço com jardim, biblioteca e outras atividades.

Onde: Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso

CCSP

Museu Brasil ORG

Rua Avanhandava

Pedacinho da Itália no meio da capital, a rua se tornou uma das mais charmosas da cidade depois que o empresário Walter Mancini iniciou os empreendimentos do complexo Famiglia Mancini. Para quem anda pelo centro, vale a pena garantir o registro com as luzes da pequena ruela.

Onde: Rua Avanhandava – Bela Vista

Rua Avanhandava
Thiago Monteiro/Flickr

Praça das Artes

Um espaço de música e dança para a requalificação do centro de São Paulo. Pertinho de diversos pontos turísticos da capital, recebe exposições, além de oferecer uma área de ocupação para lazer na região.

Onde: Avenida São João, 281 – Centro Histórico de São Paulo

Praça_das_Artes
Artenalata

Parque da Juventude

Quem visita o Parque da Juventude, na zona norte de São Paulo, pode até se esquecer que naquele espaço um dia existiu um dos maiores complexos penitenciários do país, o Carandiru. Construído no lugar da antiga Casa de Detenção de São Paulo, popularmente conhecida como Carandiru, o parque foi inaugurado em 2003.

Onde: Avenida Cruzeiro do Sul, 2630 – Carandiru

@Nelson Kon/galeriadaarquitetura

Os cemitérios mais antigos da cidade

Cemitérios da Consolação e do Araçá guardam túmulos de grandes nomes da história brasileira e esculturas exuberantes. Muito se engana quem pensa que os cemitérios são apenas um local de descanso para os que já se foram. As necrópoles mais antigas de são Paulo conservam uma parte importante da nossa história.

Onde: Rua da Consolação, 1660 – Consolação

Avenida Dr. Arnaldo, 666 – Cerqueira César

cemiterio consolaçao
@Flickr

Parque Villa Lobos

Parque Estadual Villa-Lobos é um parque público, localizado em Alto de Pinheiros, às margens do rio Pinheiros. O espaço abrange uma área de 732 mil m² e possui ciclovia, quadras, campos de futebol, playground, além de um bosque com espécies de Mata Atlântica.

Onde: Avenida Prof. Fonseca Rodrigues, 2001 – Alto de Pinheiros

Parque-Villa-Lobos
Jose Cordeiro/SPTuris

Caixa Cultural 

O edifício é um importante exemplar da arquitetura art déco na cidade e é tombado pelo patrimônio municipal. Abriga ainda diferentes espaços expositivos, sala de leitura, sala de oficinas e um auditório, além de manter uma programação permanente de eventos culturais.

Onde: Praça da Sé, 111 – Centro Histórico de São Paulo

Caixa Cultural
Luiz coelho/Wikipedia

Praça do Pôr do Sol

Um dos lugares mais conhecidos de São Paulo para assistir ao pôr do sol, foi pela sua vista incrível deste momento do dia que recebeu o apelido carinhoso.

Onde: Praça Coronel Custódio Fernandes Pinheiro, 334 – Alto de Pinheiros

praça do por do sol sp
@City-data

Beco do Batman

“Escondido” por entre as ruas da Vila Madalena, está o Beco do Batman. A viela recebeu esse nome por causa de um grafite do super-herói da DC que havia por lá. Desde então, tornou-se um ponto turístico por causa das paredes que vivem preenchidas por grafites.

Onde: Rua Medeiros de Albuquerque – Vila Madalena

Beco do Batman
@camila_cabello/Instagram

Cinemateca Brasileira

Localizada na Vila Clementino, na Zona Sul de São Paulo, a história da cinemateca inicia em 1946, no antigo matadouro municipal de São Paulo. Sua missão mantém-se a mesma desde o início: preservar e difundir a produção audiovisual brasileira.

Onde: Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Clementino
Cinemateca Brasileira
Jose Cordeiro/SPTuris

Parque Ecológico do Tietê

Localizado na zona Leste de São Paulo, o Parque Ecológico do Tietê foi inaugurado no dia 17 de março de 1982, ocupa uma área de 14 milhões de m² nas margens do Rio Tietê, entre os bairros de São Miguel Paulista e o município de Guarulhos.

Onde: Rua Guirá Acangatara, 70 – Engenheiro Goulart

Parque Ecológico do Tietê
@Renan.R.Mattos/Wikipedia

Passagem Literária da Consolação

Sob a rua da Consolação, encontra-se a ligação subterrânea entre as calçadas do cinema Belas Artes e do Riviera Bar. É daqueles lugares que passamos em frente várias vezes e na correria do dia a dia, podemos não perceber muito bem do que se trata.

Onde: Rua da Consolação com a Avenida Paulista – Consolação

lugares subterraneo são paulo
@Wikipedia

Aquário Subterrâneo no Parque da Luz

Inaugurado há mais de 100 anos, o Aquário Subterrâneo do Parque da Luz está instalado numa espécie de caverna sob o Lago de Diana. Quem passa pelo Parque da Luz quase nunca percebe esse segredo escondido no local.

 Onde: Praça da Luz, s/n – Bom Retiro
lugares subterraneo são paulo
@Blog da Tê

Museu de Zoologia da USP

O Museu de Zoologia teve seu início na década de 1890 quando diversas coleções formaram o Museu Paulista. Hoje, o local é detentor de um dos maiores acervos zoológicos da América Latina.

Onde: Avenida Nazaré, 481 – Ipiranga

Museu_de_Zoologia_da_Universidade_de_São_Paulo
Rodrigo.Argenton/Wikipedia

Os monumentos de São Paulo

Caminhar e descobrir esses objetos transforma o visitante em parte da história. Mas nem todos sabem quem são as pessoas e momentos homenageados em estátuas e monumentos espalhados pela capital. Nós contamos as histórias de alguns deles aqui.

monumentos sp
@Alesp

Feira da Liberdade

E o que não pode faltar na visita ao bairro da Liberdade, é claro, é conhecer a feirinha de rua, que acontece na Praça da Liberdade aos fins de semana. Lá, é possível encontrar decorações, objetos orientais e o melhor da gastronomia de rua.

Onde: Praça da Liberdade – Liberdade

feira_da_liberdade_são_paulo_rua
Vitor Leite/Wikipedia

Paulista aberta

A Avenida Paulista não só é o centro financeiro de São Paulo, mas também um dos seus principais pontos turísticos. Aos domingos e feriados, ela  fica fechada para os carros e se torna quase um parque em meio aos prédios, com a população ocupando o seu espaço. Nós já contamos quais lugares você pode visitar sem gastar nada aqui.

Onde: Avenida Paulista

avenida paulista jardins
@SP da Garoa

Instituto Tomie Ohtake

Projetado, arquitetônica e conceitualmente, para realizar mostras nacionais e internacionais de artes plásticas, arquitetura e design. O seu nome é uma homenagem à artista que lhe dá o nome.

Onde: Avenida Brigadeiro Faria Lima, 201 – Pinheiros

Instituto Tomie Ohtake
José Cordeiro/SPTuris

Edifício Altino Arantes – Farol Santander

O edifício Altino Arantes, mais conhecido como Banespão (ou desde 2018, como Farol Santander), é um dos símbolos mais famosos de São Paulo.

Edificio altino arantes banespão curiosidades
Tuca Reinés/Coleção Santander Brasil

Terraço do Copan

A visitação ao terraço do Copan é permitida e gratuita. De segunda a sexta, às 10:30h e às 15:30h, qualquer um pode se dirigir ao bloco F (onde fica localizada a zeladoria do condomínio) 15 minutos antes. Durante cerca de 30 minutos, você pode ter uma vista panorâmica da cidade de São Paulo lá de cima.

Onde: Avenida Ipiranga, 318 – República

copan
roberto_sungi

Parque da Independência

O ponto mais importante para a história do bairro é, sem dúvida o Parque da Independência. Com uma área de 161.300 metros quadrados, abriga o Museu do Ipiranga, o Monumento à Independência e a Casa do Grito. O local faz parte do patrimônio nacional, afinal, foi ali que D. Pedro I  proclamou a independência do país de Portugal. Conheça outros lugares para conhecer no bairro do Ipiranga.

Onde: Av. Nazaré, s/n – Ipiranga

Parque da Independência
Febrisolla/Wikipedia

Pinacoteca de São Paulo

Apesar do Museu da Independência ser o primeiro museu público de São Paulo, inaugurado em 1895, este é considerado um museu de história. Ele é responsável por retratar o percurso do Brasil, da monarquia à democracia. Já a Pinacoteca recebe o título de museu de arte mais antigo da capital pois seu acervo reúne produções brasileiras de artes visuais essenciais para a arte brasileira.

Onde: Praça da Luz, 2 – Luz

pinacoteca de sao paulo
@Wikipedia

As muitas unidades do Sesc

A entrada nos edifícios do Sesc é gratuita e lá o visitante pode conhecer além de exposições, espetáculos, cursos, biblioteca e outras atividades. Na unidade da Avenida Paulista, você ainda pode ir ao último andar do mirante do Sesc.

sesc-santana-1
@Sesc

Jardim Botânico

O Jardim Botânico de São Paulo, com 360 mil metros quadrados destinados a visitação, oferece um passeio espetacular ao paulistano. Diversas paisagens proporcionam a oportunidade de observar e contemplar a natureza em meio à cidade. Lá, o visitante tem a oportunidade de desfrutar do espaço, além de conhecer espécies de plantas de São Paulo, do país e do mundo.

Onde: Avenida  Miguel Stéfano, 3687 – Água Funda

Jardim Botânico SP
SD Student Travel

Praça Roosevelt

Localizada entre as ruas Consolação e Augusta, a praça é um reduto dos skatistas paulistanos. O piso liso, corrimãos e bancos são perfeitos para as manobras.

Onde: Praça Roosevelt, s/n – República.

Praça Roosevelt
Rovena Rosa/Agência Brasil

Pico do Jaraguá

Localizado entre as zonas oeste e norte da capital, o Pico do Jaraguá tem 1.135 metros de altitude. O parque que abriga a montanha tem 491,98 hectares e é uma área de preservação ambiental deste bioma, desde 1961. Vale o passeio até lá não só pela vista do mirante, mas para conhecer de perto a fauna e flora do local.

Publicidade

Onde: Rua Antônio Cardoso Nogueira 539 – Vila Chica Luiza

Pico do Jaragua
@wikipedia

Minhocão

O Elevado Presidente João Goulart, popularmente conhecido como Minhocão, é uma via expressa elevada da cidade de São Paulo, Brasil, que liga a região da Praça Roosevelt, no centro da cidade, ao Largo Padre Péricles, na Barra Funda. Atualmente, a via fica aberta para carros de segunda a sexta, das 7 às 20 horas, permanecendo fechada para veículos nos demais dias e horários, inclusive em feriados nacionais, quando é aberta apenas a pedestres e ciclistas.

Onde: Elevado Presidente João Goulart

minhocao sp
@Arch Daily

Mercado Municipal

No Mercadão de SP, como é carinhosamente conhecido pelos seus frequentadores, é possível encontrar de verduras, legumes e frutas fresquinhas, passando por carnes, aves, peixes e frutos do mar, a massas, doces, especiarias e produtos importados de primeira linha.

Onde: Rua da Cantareira, 306 – Centro

Mercado Municipal de São Paulo
Eterne Photo Studio

Um dos muitos mercados de pulgas da cidade

Pela cidade, existem feiras de antiguidade, artesanato, flores e gastronomia de outros países. Conheça algumas das feiras e mercados mais diferentes da cidade aqui.

Feira da Liberdade
Johnny Kamigashima/Flickr

Pedra Grande

Uma das trilhas mais feitas em SP é a da Pedra Grande, que garante uma vista panorâmica da cidade. O acesso até ao mirante, acontece a partir do Núcleo da Pedra Grande. A entrada deste núcleo do parque da Cantareira. O passeio pode ser feito aos sábados, domingos e feriados das 8h às 17h, sendo que a trilha só é permitida até às 15h.

Onde: Rua do Horto,1 799 – Horto Florestal

Pedra Grande
@treccogiulia

Museu da Imigração

O Museu da Imigração preserva a história das pessoas que chegaram ao Brasil por meio da Hospedaria de Imigrantes do Brás.

Onde: Rua Visconde de Parnaíba, 1316 – Brás

museu da imigração online
@Governo do Estado de São Paulo/Vanessa Canoso

Vila Maria Zélia

A vila operária mais charmosa da cidade inaugurada em 1917, foi construída para abrigar os funcionários de uma grande companhia de tecelagem da época.

Onde:  Rua dos Prazeres, 362 – Belenzinho

@Wikipedia

Catavento Cultural

O museu foi criado com a intenção de ser um espaço interativo que apresente a ciência de forma instigante para crianças, jovens e adultos.

Onde: Praça Cívica Ulisses Guimarães, s/n – Parque Dom Pedro II

museu catavento
Governo do Estado de São Paulo

Instituto Butantan

Além das pesquisas, o Instituto Butantã é também um importante ponto turístico de São Paulo, contando com um parque e quatro museus. O acesso aos parques e ao serpentário, é gratuito, mas o acesso aos museus se dá mediante aquisição de ingressos a preços populares.

Onde: Avenida Vital Brasil, 1500 – Butantã

Instituto Butantan
Sturm/Wikipedia

A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) é o terceiro maior centro atacadista do mundo. Seja para comprar produtos frescos por um ótimo preço, ou para conhecer a feira das flores, que acontece durante as madrugadas, há sempre motivos para visitar o local. Além disso, recebe anualmente o festival de sopas mais conhecidos da cidade.

Onde: Avenida Doutor Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina

Ceagesp
Reprodução/EBC Agência Brasil

O museu está localizado no avesso das arquibancadas do Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho – o Pacaembu. Como o próprio nome sugere, o espaço é focado na prática, a história e curiosidades do futebol brasileiro e mundial.

Onde: Praça Charler Miller, s/n – Pacaembu

museu-do-futebol-visita-online
@Museu do Futebol

Casa das Rosas

O casarão é um dos poucos que sobraram na avenida como memória da época do barões do café.  O nome oficial Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura deu espaço para a homenagem ao seu jardim, que um dia foi repleto de rosas. Conhecida como a casa da poesia, tem exposições literárias, cursos e oficinas.

Onde: Avenida Paulista, 37

Foto: @anulka__87

Itaú Cultural

O espaço promove eventos culturais, como mostras audiovisuais, espetáculos de dança e teatro, shows, seminários e cursos, todos gratuitos. Além disso, dois andares do prédio são ocupados pela exposição permanente das coleções Brasiliana e Numismática. São 1364 obras, entre pinturas, livros, mapas e outros materiais que relatam os mais de 500 anos de Brasil.

Onde: Avenida Paulista, 149

Foto: Wikipedia

Japan House

A Japan House foi projetada pelo arquiteto Kengo Kuma e inaugurou em 2017. A proposta do espaço é trazer a cultura do Japão de hoje para São Paulo. Há arte, tecnologia e cursos nos espaços expositivos dos três andares do prédio.

Onde: Avenida Paulista, 452

Foto: @flagrante.lab

Centro Cultural Fiesp

O Centro Cultural Fiesp  é conhecido pela sua fachada triangular, onde são expostas projeções com leds. Uma verdadeira galeria digital a céu aberto. No seu interior, acontecem exposições – muitas vezes imersivas e tecnológicas -, peças de teatro e shows.

Onde: Avenida Paulista, 1313

Foto: @Fiesp-Ciesp

Parque Trianon

Se alguém perguntar pela localização do parque Tenente Siqueira Campos, é provável que quase ninguém conheça. Mas basta mudar o local para parque Trianon que todos vão indicar a área verde que contrasta com o cinza dos prédios da Avenida Paulista. O espaço foi criado em 1892 e, além de ser um dos parques mais antigos da cidade, possui árvores remanescentes da Mata Atlântica.

Onde: Avenida Paulista, altura do 1500

Foto: Pinterest

Masp

Apesar de não ser gratuito todos os dias, o Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand não poderia ficar de fora da lista. O local é uma obra de arte por si só. O projeto da arquiteta Lina Bo Bardi se tornou um dos cartões postais mais importantes da cidade, além de o seu vão ser um ponto de encontro para feiras, eventos e até manifestações. Além disso, seu acervo de arte é considerado um dos mais importantes do Hemisfério Sul.

Onde: Avenida Paulista, 1578
A entrada gratuita nas terça e na quinta quintas feiras das 17h00 às 20h00. 

Foto: Pinterest

Instituto Moreira Salles

Junto do Sesc, é o segundo prédio mais recente da avenida. O Instituto Moreira Salles Paulista inaugurou em 2017 e logo se tornou uma das paradas obrigatórias para quem visita a região. São sete andares e 1200 metros voltados para a cultura, num espaço com exposições gratuitas, cineteatro, biblioteca, um acervo que é referência em fotografia, salas de aula e mais. Vale a pena a visita e parada no vão livre do térreo e o terraço.

Onde: Avenida Paulista, 2424

Foto: @pedrovannucchi

Foto de capa: flagrante.lab