×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Bem-estar & Natureza

Área de (muito) verde na ZL: saiba tudo sobre o gigantesco Parque do Carmo

Giulia Trecco Giulia Trecco - Editora | São Paulo Secreto

Parque do Carmo

Com várias possibilidades de atividades, parque é programão para toda a família.

Com mais de 1,5 milhão de metros quadrados, o Parque do Carmo é destino frequente de moradores da zona leste. Localizado no bairro de Itaquera, é o segundo maior parque urbano de São Paulo, perdendo apenas para o Parque Estadual da Cantareira.

+ Os melhores lugares para ver o pôr do sol na capital

Antes de ser patrimônio público, a área titanesca passou por várias mãos de homens poderosos. Na década de 1940, acabou adquirida pelo engenheiro civil Oscar Americano de Caldas Filho. Foi ele quem plantou muitos dos pinheiros e eucaliptos que existem até hoje no parque.

Com o tempo, Oscar Americano foi transformando o território em várias áreas de lazer para sua família, que ficava por lá aos finais de semana. Chegou até mesmo a construir um lago artificial a fim de praticar esportes náuticos com amigos e familiares.

Eventualmente, o engenheiro acabou morrendo em 1974 e seus herdeiros, sem vontade de administrar a fazenda, acabaram vendendo todo o terreno para a prefeitura.

Sob nova direção

Em questão de meses após a conclusão das transações, a prefeitura começou a transformar parte da antiga propriedade privada em um espaço público. Playgrounds, áreas de descanso, banheiros e churrasqueiras foram construídos no local. Com isso, em 19 de setembro de 1976, acontecia a inauguração do Parque do Carmo.

Logo de cara, o lago criado para as atividades físicas de Oscar Americano virou queridinho entre os visitantes. Cheio de vida, ele abriga diversas espécies de peixes, cisnes, gansos e outras aves.

Por fim, o casarão onde o engenheiro e seus filhos dormiam acabou se tornando o Museu do Meio Ambiente, uma das principais atrações do parque.

História recente

Em 2012, o então prefeito Gilberto Kassab promoveu uma revitalização do parque, que incluiu até mesmo um novo batismo. A área passou a se chamar Parque Olavo Egídio Setubal, em homenagem ao ex-prefeito que comandou a cidade entre 1975 e 1979 e, consequentemente, encabeçou a criação do parque.

Publicidade

Hoje, além do já citado Museu do Meio Ambiente, a área conta também com o maior planetário da América Latina. Além disso, há ainda campos de futebol, ciclovias, pistas para corridas, churrasqueiras e até aparelhos de ginástica.

Fauna e flora são ambas riquíssimas por lá, então é bem possível avistar um esquilinho, um macaco ou um pica-pau durante seu piquenique.

Festival das Cerejeiras

Outra característica ímpar do Parque do Carmo é a quantidade alta de cerejeiras: no total, são 2300 árvores do tipo. Por isso, existe há mais de 30 anos a tradicional Festa das Cerejeiras, que comemora o florir da árvore, tão famosa no Japão.

A intenção é se divertir

O Parque do Carmo é, acima de tudo, um ótimo lugar para se divertir, tanto para crianças quanto para os mais velhos. Afinal, está esperando o que para fazer uma visitinha?

Onde: Avenida Afonso de Sampaio e Sousa, 951 – Itaquera