×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
O Que Fazer

Relembre os pontos de São Paulo que marcam presença na abertura de “A Próxima Vítima”

Giulia Trecco Giulia Trecco - Editora | São Paulo Secreto

a próxima vítima

Vinheta da novela mostrava cartões-postais da cidade como pano de fundo dos misteriosos assassinatos.

Se você já era um telespectador assíduo em 1995, deve se lembrar de “A Próxima Vítima”. Escrita por Silvio de Abreu, a novela marcou época ao apresentar um jogo de gato e rato entre detetives e assassino e uma pilha considerável de cadáveres amontoados ao longo dos capítulos.

+ São Paulo na telinha: conheça 7 novelas que foram gravadas na cidade

A incerteza se determinado personagem ia ou não morrer pelas mãos do assassino era endossada logo na abertura do folhetim. Ao som de “Vítima”, cantada por Rita Lee, a sequência mostrava pontos turísticos ou bastante famosos da capital paulista. Em seguida, um personagem ganha destaque, há um zoom em seu rosto, que muda conforme a música toca: ora Cláudia Ohana, ora Viviane Pasmanter. E por aí ia. Até que uma mira aparecia e um som de estampido “eliminava” a pessoa.

Se você é saudosista, por que não fazer um tour pelos lugares mostrados na abertura? Para te ajudar, elencamos todos eles, na ordem em que aparecem:

Antigo Hotel Hilton e arredores

Logo de cara, a vinheta mostra o Edifício Copan, um dos grandes marcos arquitetônicos de São Paulo. O foco, no entanto, fica no Hotel Hilton, que ainda ocupava na época o famoso “prédio cilíndrico” da Avenida Ipiranga. Há destaque também para a piscina do complexo, projetada por Oscar Niemeyer.

Como já contamos no São Paulo Secreto, a construção acabou abandonada em 2004. Alguns anos depois, a rede hoteleira instalou uma nova unidade em um prédio mais novo no Morumbi. Depois disso, o edifício antigo acabou nas mãos do Tribunal de Justiça de São Paulo. Hoje, suas numerosas suítes servem como gabinetes para desembargadores.

Infelizmente, o prédio não fica aberto para visitantes. Mesmo assim, passar em frente a ele é uma chance de admirar toda a sua soberania.

Onde: Avenida Ipiranga, 165 – Vila Buarque

Parque do Ibirapuera

A segunda locação é o Parque do Ibirapuera, um dos cartões-postais mais óbvios da cidade. Corredores passam pela câmera, que filma um dos lagos do parque antes de focar em uma nova vítima.

Que tal um passeio para respirar ar puro, andar de bicicleta e emendar um piquenique? Só não se esqueça de checar quais os horários de abertura e fechamento dos portões, que podem variar de acordo com o dia.

Onde: Avenida Pedro Álvares Cabral, sem número – Vila Mariana

Avenida Paulista

Na sequência da vinheta, uma jovem sai de um dos quatro acessos à estação Consolação do Metrô, na Avenida Paulista. Quem nunca, não é mesmo?

Embora a região dispense apresentações, indicamos uma visita à agradável Livraria Cultura do Conjunto Nacional. Andando mais um pouco sentido Avenida Rebouças, você encontra ainda o IMS Paulista, sempre com programação cultural impecável.

Publicidade

Onde: Avenida Paulista, nas esquinas com a Rua Augusta

Monumento às Bandeiras

Da Avenida Paulista desembarcamos na Praça Armando de Sales Oliveira, em uma das beiradas do Parque do Ibirapuera. É aqui que se ergue o Monumento às Bandeiras, inaugurado em 1953 como homenagem aos Bandeirantes. A obra também aparece no nosso roteiro pelos monumentos da cidade.

Onde: Praça Armando de Sales Oliveira – Vila Mariana

MASP

Um zoom profundo avista um homem atravessando a Avenida Paulista, com as costas viradas para o MASP. Reaberto ao público, o museu tem várias exposições em cartaz e não pode ficar de fora de roteiros pela cidade. Se bater a fome, procure pela unidade da Suplicy Cafés Especiais que fica por lá.

Onde: Avenida Paulista, 1578 – Bela Vista

Vale do Anhangabaú

Este é o último lugar mostrado na abertura da novela e, talvez, o mais difícil de ser encarado hoje em dia. Isso porque o Vale do Anhangabaú mostrado na vinheta praticamente não existe mais. O local passa atualmente por uma revitalização programada pela Prefeitura, que pretende criar um grande espelho d’água. 

Onde: Na região entre o Viaduto do Chá e a Rua Santa Ifigênia – Centro

O enredo da novela

Em São Paulo, uma série de assassinatos passa a ocorrer ao redor de um mesmo grupo de pessoas. Porém, nenhum dos crimes parece ter um motivo ou conexão entre si. A única pista do caso? Todas as vítimas receberam, horas antes do crime, uma lista de horóscopo chinês. Então, cabe a uma jovem estudante de direito juntar as peças do quebra-cabeça para pegar o bandido.

“A Próxima Vítima” foi exibida pela Rede Globo entre março e novembro de 1995. O elenco estrelado era composto por nomes como Tony Ramos, Susana Vieira, Aracy Balabanian, Tereza Rachel e Rosamaria Murtinho. O sucesso com o público rendeu uma reprise do folhetim no “Vale a Pena Ver de Novo”, em 2000.

+ 10 filmes e séries gravados na cidade de São Paulo

Foto de capa: Reprodução/Rede Globo