×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Cultura O Que Fazer

As icônicas obras de Lina Bo Bardi em São Paulo

Giulia Trecco Giulia Trecco - Editora | São Paulo Secreto

MASP

No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, conheça os prédios assinados pela arquiteta.

Achillina Bo, mais conhecida como Lina Bo Bardi, foi uma arquiteta modernista ítalo-brasileira que marcou a cidade com suas obras. Lina estudou na Faculdade de Arquitetura da Universidade de Roma durante a década de 1930 e mudou-se para o Brasil depois de se casar com o jornalista e crítico de arte Pietro Maria Bardi, em 1946.

Veja também: 9 mulheres que dão o nome a ruas de São Paulo

No Brasil, o casal se estabelece no bairro do Morumbi, onde ela projeta a residência que ficou conhecida como Casa de Vidro. Lina se tornou rapidamente uma personagem constante na vida intelectual do país, relacionando-se com personalidades diversas da cultura brasileira, inclusive Assis Chateubriand, que a convidou na década de 1950 para assinar o projeto do MASP.

Conheça alguma das obra da arquiteta.

Casa de Vidro

Considerada um dos marcos da arquitetura moderna no Brasil, a Casa de Vidro foi projetada pela arquiteta italiana e construída entre os anos de 1950 e 1951, na região do Morumbi, na cidade de São Paulo. A residência foi o primeiro projeto da arquiteta em São Paulo e no Brasil e ficou conhecida como Casa de Vidro justamente por conta da grande fachada de vidro, facilmente observada por quem passa pelo local.

Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP)

Por muitos, o edifício é considerado a obra-prima de Lina. O projeto do MASP ficou famoso pelo vão de mais de 70 metros que se estende sob quatro enormes pilares, concebido pelo engenheiro José Carlos de Figueiredo Ferraz. O MASP se tornou um dos cartões-postais de São Paulo sendo tombado pelas três instâncias de proteção ao patrimônio: IPHAN, Condephaat e Conpresp.

Publicidade

SESC Pompeia

No final da década de 1970, Lina executou uma das obras mais paradigmáticas, o SESC Pompeia, que se tornou uma forte referência para a história da arquitetura na segunda metade do século XX. Essa unidade do SESC reúne teatros, quadras poliesportivas, piscinas, lanchonetes, restaurantes, espaços de exposições, choperia, oficinas, área de leitura e internet livre, entre outros serviços.

Teatro Oficina

Aqui, fica a sede da companhia de teatro Teatro Oficina Uzyna Uzona, fundada em 1958 e liderada por José Celso Martinez Corrêa. Apesar de a companhia, ter tido outra sede, destruída por um incêndio, o projeto arquitetônico que deu destaque ao teatro tem assinatura de Lina Bo Bardi. Em 2015, o Teatro Oficina foi eleito pelo jornal The Guardian como o melhor teatro do mundo na categoria projeto arquitetônico.

Foto de capa: Wilfredor/Wikipedia

Tags: história