×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Cultura Guias Secretos

De olho na Oca, o pavilhão mais singular do Ibirapuera

By Giulia Trecco

Oca Ibirapuera

Obra de Niemeyer já abrigou o Museu da Aeronáutica.

Passear pelo Parque do Ibirapuera é poder se apaixonar pela beleza natural ao mesmo tempo que se encanta com a arquitetura dos vários pavilhões espalhados por lá. Um deles é a Oca, edifício circular superelegante usado para grandes exposições.

+ Um roteiro pelas obras de Oscar Niemeyer em São Paulo

Assim como a Pavilhão Ciccillo Matarazzo, mais conhecido como Pavilhão da Bienal, a Oca surgiu da mente de Oscar Niemeyer em 1951. A ideia era que o local fosse espaçoso o bastante para conseguir comportar exposições de grande porte.

Batizado oficialmente como Pavilhão de Exposições Lucas Nogueira Garcez (em homenagem ao governador paulista da época), o espaço foi entregue no segundo semestre de 1954, poucos meses após a inauguração do Parque do Ibirapuera. A entrega do complexo fazia parte das comemorações pelo IV Centenário de São Paulo.

A estrutura

Com mais de dez mil metros quadrados de área construída, o pavilhão foi “erguido a partir de uma estrutura circular concebida por uma fina casca em concreto armado sobre um sistema de nervuras em arco” (via ArchDaily).

Publicidade

Assim, o apelido de Oca foi se dá justamente por seu formato abaulado, que lembra a típica habitação indígena de mesmo nome.

Oca, hoje

O espaço chegou a abrigar o Museu da Aeronáutica de São Paulo e o Museu do Folclore. Atualmente está sob responsabilidade do Museu da Cidade e recebe exposições diversas.

Onde: Avenida Pedro Álvares Cabral, sem número – Vila Mariana

+ O que fazer no parque mais famoso da cidade, o Ibirapuera