×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Gastronomia

Festival de Sopas Ceagesp é solução para espantar frio e forrar barriga

Giulia Trecco Giulia Trecco - Editora | São Paulo Secreto

festival da sopa ceagesp

O visitante paga um preço fixo e pode comer caldos, sopas e cremes à vontade.

Nada melhor para suportar dias frios que uma sopa bem quentinha e fumegante. A nova edição do aguardadíssimo Festival de Sopas Ceagesp já começou, oferecendo vários tipos de caldos aos friorentos de plantão.

+ 16 passeios na Zona Oeste que você precisa fazer

Cada visitante paga um preço único (R$ 54,90 para adultos) e come à vontade, podendo escolher entre sete opções de pratos. O carro-chefe do festival é a sopa de cebola, a única opção fixa do cardápio, que muda toda semana.

A atual configuração do menu inclui canja de galinha caipira, caldinho de feijão com aroma de cachaça e creme de abóbora com cream cheese. Para a sobremesa, canjica e sopa de chocolate com frutas da época.

Além de tudo isso, o preço fixo ainda inclui acompanhamentos como queijo ralado, pães, crocantes, calabresa assada e ricota. Há ainda uma mesa de antepastos, com itens cobrados à parte, assim como bebidas e sobremesas.

Publicidade

Faça sua reserva…

Para evitar aglomerações, a organização do evento pede que os visitantes realizem reservas antecipadas. Outras medidas de segurança contra a Covid-19 incluem tapetes sanitizantes, medição de temperatura e totens de álcool em gel espalhados pelo local. Além disso, luvas descartáveis serão cedidas para que os clientes possam se servir no buffet.

… ou coma em casa mesmo!

O evento tem uma página própria para aqueles que desejam encomendar as sopas, caldos e cremes para desfrutar em casa. O cliente escolhe desde potes com 500 mililitros até baldinhos com dois litros da iguaria. A taxa de entrega varia de região para região.

Fique esperto!

O Festival de Sopas Ceagesp acontece de quarta a domingo, das 17h30 às 22h, até o dia 29 de agosto. Faça sua reserva por aqui.

Onde: Avenida Doutor Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina