×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...

Viagem no tempo: conheça a Vila Itororó

Giulia Trecco Giulia Trecco - Editora | Brasil

Vila Itororó sp

No coração da cidade, entre os bairros da Liberdade e a Bela Vista, está a Vila Itororó. O conjunto arquitetônico de Francisco de Castro começou em 1922, e no decorrer do século XX cresceu e chegou a mais de dez edificações residenciais e de lazer.  O terreno, localizado no número 265 da Rua Martiniano de Carvalho, é composto por um palacete e 37 casas.

Construída entre 1922 e 1929, com topografia irregular e sem um estilo arquitetônico definido, tornou-se um exemplo do surrealismo na arquitetura. Leões, estátuas e as colunas de estilo romano chamavam (e ainda chamam) a atenção dos paulistanos.

A Vila leva este nome por causa do Riacho do Itororó que, hoje canalizado, percorre seu curso abaixo da Avenida 23 de Maio. Na época, a água do rio servia para abastecer a piscina da vila, considerada a primeira piscina privada da cidade.

De um começo luxuoso e a frente do seu tempo, aos poucos a Vila Itororó começou a entrar em declínio. Já na década de 1940 foi invadida e começou a transformar-se em um cortiço. Anos depois, encontrava-se em processo de degradação.

O Centro cultural Vila Itororó

Em 2021, o Centro Cultural Vila Itororó reabriu as suas portas para o público com uma programação 100% gratuita. 

O espaço, composto por mais de dez edificações construídas no início do século XX entre os bairros da Liberdade e da Bela Vista, passou por um processo de restauro desde 2013 para que pudesse ser plenamente utilizado, com segurança, para as mais diversas atividades artísticas e de lazer. Apenas o espaço do Galpão estava disponível para atividades culturais até o momento.

Programação

Entre as atividades do Centro Cultural Vila Itororó, estão sessões de cinema ao ar livre, às quintas-feiras, com o projeto Cine Clube Éden – uma homenagem ao Clube Éden Liberdade, um espaço esportivo que funcionava ali. A antiga piscina, que recebia águas do rio Itororó, agora é palco de intervenções artísticas e musicais.

A programação também conta com shows intimistas, feiras gastronômicas e de artesanato, oficinas e exposições, e haverá um café para que os visitantes possam se aconchegar ainda mais.

Além disso, há um acervo literário voltado especialmente para literatura infantojuvenil, que também envolve material relacionado a patrimônio cultural, arquitetura e história, incluindo conteúdo sobre a ocupação da Vila Itororó.

Cultura O Que Fazer