×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Cultura

Obras da Pinacoteca ‘ganham vida’ através de aplicativo

Giulia Trecco Giulia Trecco - Editora | São Paulo Secreto

obras da pinacoteca ganham vida

Já pensou se as obras pudessem se mover, como na saga de Harry Potter? Agora, é (quase) possível!

Se você foi um jovem que acompanhou a saga de Harry Potter nos livros e no cinema, com certeza já se pegou imaginando como seria viver em um mundo onde obras de arte têm vida própria. E, apesar de não vivermos no Mundo Bruxo, a tecnologia nos dá um gostinho de como seria essa experiência. A ferramenta Deep Nostalgia, do site My Heritage, foi lançada com o objetivo de animar fotografias de pessoas que já faleceram, mas a Pinacoteca de São Paulo resolveu inovar e usou o app para dar movimento as obras do museu.

Em post no Instagram, a Pinacoteca publicou algumas pinturas famosas do seu acervo que ganharam vida através do aplicativo Deep Nostalgia. As pinturas escolhidas foram os autorretratos do artista Arthur Timótheo da Costa e da artista Beatriz Pompeu de Camargo; além dos quadros Caipira picando fumo, do artista Almeida Jr, e Coeur meurtri, da artista Nicota Bayeux.

Publicidade

Se você também curtiu a ideia e quer testar com fotografias antigas, basta acessar a página da My Heritage.

Veja também: Conheça o primeiro museu de arte de São Paulo, a Pinacoteca

Foto de capa: Pinacoteca do Estado de São Paulo