×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Cultura O Que Fazer

Espetáculo infantil ‘Lara e o Pássaro’ estreia online

Giulia Trecco Giulia Trecco - Editora | São Paulo Secreto

Lara e o pássaro

Peça é inspirada na francesa ‘O Pássaro Azul’ e no universo dos filmes infantis de diretor japonês do Estúdio Ghibli.

O espetáculo infantil ‘Lara e o Pássaro’ estreia em ambiente digital no próximo sábado, dia 3 às 15h, no canal do YouTube do Coletivo Animales. A história fala como crescer pode transformar as pessoas, um resgate de uma cumplicidade perdida, uma jornada de um tipo de crescer onde percebemos e respeitamos o outro e a nós mesmos.

+ 8 planos para se divertir em abril (sem sair de casa)

Sobre a peça

Inspirada na peça francesa ‘O Pássaro Azul’, do dramaturgo Maurice Maeterlinck, e ao universo dos filmes infantis do diretor japonês Hayao Miyazaki, do Estúdio Ghibli, a montagem une Maeterlinck e Miyazaki em uma nova interpretação. Nos filmes de Miyazaki, especialmente em ‘Meu vizinho Totoro’, é apresentado um mundo no qual a natureza é recheada de essência e, por isso, deve ser respeitada e celebrada.

Na história, Lara, ao assistir à sua irmã Cora adoecer de tristeza, embarca em uma aventura pelo jardim de sua casa em busca do Pássaro Azul.

Sem cenários grandiosos, móveis, telões pintados ou projeções, ‘Lara e o Pássaro’ apresenta um palco vazio. A iluminação, por sua vez, se aproveita do palco vazio para explicitar sua própria dramaturgia. Ela trabalha sempre evocando os espaços da fábula sob o ponto de vista das crianças. Assim, o quarto, apesar de quente, é bastante apertado e não dá muito espaço para a imaginação, enquanto a noite no quintal, apesar de fria, tem uma vastidão libertadora. Dessa forma, as trocas de iluminação não são simples trocas de cenário, mas acompanham as mudanças e transformações dos sentimentos e sensações das crianças, especialmente de Lara.

Publicidade

Fugindo de concepções óbvias, essa tensão proporciona uma dicotomia que causa surpresa no espectador, uma vez que, o que se vê, aparentemente, se desenvolve em contraponto ao que se escuta. As músicas compostas para que o ouvido do público reconhecesse algo de oriental são todas tocadas com instrumentos tipicamente brasileiros.

O figurino é inspirado na estética japonesa, mais especificamente em uma linha que mistura elementos de vestuário clássicos japoneses com elementos da moda ocidental atual. Com cores vivas e vibrantes, suas formas buscam simbolizar, de maneira delicada e sutil, ora o cenário, ora a essência de cada personagem.

+ Peça interativa convida o público para dançar em festa virtual

Foto de capa: Divulgação/Coletivo Animales