×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Gastronomia O Que Fazer

Bar do Mané e a história do sanduíche de mortadela mais famoso de SP

Giulia Trecco Giulia Trecco - Editora | São Paulo Secreto

sanduíche de mortadela

Um dos maiores patrimônios gastronômicos da cidade possui quase 90 anos de história; vem descobrir como tudo começou!

Um dos mais – senão o mais – conhecidos sanduíches da cidade teve origem no Bar do Mané, no Mercado Municipal. Em 1933, quando o mercado foi inaugurado, o bar era uma lanchonete simples. Isso porque, naquela época, o espaço funcionava mais como um entreposto e não um local turístico. Além disso, o famoso sanduíche não tinha nada a ver com o que conhecemos hoje.

Antigamente, os bares eram conhecidos pelo nome dos seus donos. O então Bar do Jeremias preparava lanches de mortadela com uma quantidade muuuuito menor do que a que conhecemos hoje. Antigamente, um órgão regulador do mercado alimentar, a Superintendência Nacional de Abastecimento, tabelava o preço dos sanduíches e isso fazia com que os estabelecimentos servissem opções com pouquíssimo recheio.

O filho de Jeremias, o famoso Mané, começou a trabalhar no local com apenas 9 anos e continuou lá até os 79. Foi ele o responsável por mudar a história da lanchonete. Com o fim da tabela de preços, o jovem resolveu inovar e servir o sanduíche com mais recheio, assim diferenciando o espaço e agregando valor ao produto. Foi aí que a versão que conhecemos começou a surgir. O bar ganhou fama e as pessoas começaram a ir ao Mercadão em busca do lanche.

+ Mercado Municipal: o que não pode faltar na visita

Assim, o espaço foi se consolidando como um patrimônio da cidade e o sanduíche de mortadela chegou ao status de símbolo da gastronomia paulistana. O filho de Mané, Marco Antonio, manteve o nome em homenagem ao pai e aumentou cada vez mais a dose do recheio.

Hoje, o famoso lanche famoso lanche leva cerca de 350 gramas do embutido da marca Ceratti. E mesmo com tanta mortadela ainda há quem acrescente quejo prato, tomate e alface.

Publicidade

Para o dono, o segredo do sucesso é o frescor do embutido. Afinal, pelo volume de mortadela que gastam, então ela chega ao prato fresquinha.

+ 5 coisas que todo verdadeiro paulistano já comeu (ou deveria comer) pelo menos uma vez

Onde: Rua da Cantareira, 306, Rua E, Box 14 – Centro Histórico de São Paulo

Foto de capa: Carlos V/Flickr