×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Cultura Notícias

Semana de Arte Moderna de 1922 é tema de debates durante o ano

Giulia Trecco Giulia Trecco - Editora | São Paulo Secreto

semana de arte moderna 1922 debates

Museus da cidade se juntam em ação que pretende rever a importância da Semana de 1922; confira a programação do primeiro encontro.

A Pinacoteca de São Paulo, o Instituto Moreira Sales (IMS) e o Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC USP) apresentam o ciclo de encontros “1922: modernismos em debate”. Com foco em abordar o episódio histórico da Semana de 1922, o evento 100% on-line pretende propor uma revisão crítica da semana, contextualizando-a historicamente e analisando outras manifestações de características semelhantes. As discussões acontecerão de março a dezembro de 2021.

O evento gratuito será transmitido pelos canais de YouTube e Facebook das três instituições. O programa inclui debates nas quatro áreas representadas no evento modernista: arquitetura, artes plásticas, música e literatura. Além disso, tratará de investigar os motivos históricos e culturais da ausência da fotografia e do cinema na Semana. Outros pontos de reflexão serão o interesse dos modernistas pela cultura popular e os discursos nacionalistas que emergiram no período e tiveram desdobramentos políticos e ideológicos de espectro variado.

Até dezembro, foram convidados pesquisadores baseados em diferentes estados, com o objetivo de comparar pontos de vistas, ampliar o conceito de modernismo e discutir as especificidades dos diversos movimentos que despontaram no Brasil entre os anos 1920 e 1940. Além de reunir especialistas em arte moderna, participam artistas contemporâneos que discutirão o teor ideológico presente na representação de corpos negros e indígenas nas obras do período. O primeiro acontece no dia 29 de março, a partir das 18h, e vai abordar o tema: “Histórias da Semana: o que é preciso rever”. Estarão presentes na data as pesquisadoras Ana Paula Cavalcanti Simioni, Ivana Ferrante Rebello, Regina Teixeira de Barros, além do pesquisador Frederico Coelho e da historiadora e crítica de arte, Aracy Amaral.

 

Programação do primeiro encontro:

Mesa 1
18h – 18h30 | A Semana de cem anos, com Frederico Coelho (PUC RJ)

18h30 – 19h | Encontros com o modernismo, Regina Teixeira de Barros (curadora independente) e Aracy Amaral (USP)

19h – 19h30 | debate

19h30 – 19h45 | intervalo

Publicidade

Mesa 2

19h45 – 20h15 | Mulheres modernistas no Brasil: os muitos lugares dos gêneros, com Ana Paula Cavalcanti Simioni (USP)

20h15 – 20h45 | Minas Gerais, um modernismo em surdina: Zina Aita e Agenor Barbosa, com Ivana Ferrante Rebello (UNIMONTES)

20h45 – 21h15 | debate

Foto de capa: Memória EBC