×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...

Sala São Paulo: o primeiro espaço de concertos do Brasil

Giulia Trecco Giulia Trecco - Editora | Brasil

Sala São Paulo

Antes de ser revitalizado, local era jardim de inverno dentro de uma badalada estação de trens.

Você sabia que o primeiro espaço dedicado a concertos do Brasil está na nossa cidade? Localizada nos Campos Elíseos, a magnífica Sala São Paulo encanta multidões desde sua inauguração, em 1999.

O que pouquíssimas pessoas sabem é que, antes disso, o local funcionava unicamente como uma estação de trem. Curioso, né? Descubra a história de um dos espaços mais legais da capital paulista desde o comecinho.

Passado como estação de trem

A construção da Estação Júlio Prestes aconteceu entre os anos de 1926 e 1938. Assim, passou a ser o ponto de partida da Estrada de Ferro Sorocabana, empresa que utilizava trens para transportar café, até então o principal meio para o desenvolvimento econômico de São Paulo, até o Porto de Santos.

Com arquitetura eclética, a estação de 25 mil metros quadrados foi planejada por Cristiano Stockler das Neves. O projetista também se inspirou bastante nos estilos barroco e neoclássico e pegou referências de estações dos estados da Pensilvânia e de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Por ter sido concluída já no final da década de 1930, quando automóveis e ônibus já circulavam por São Paulo, houve um declínio na utilização de trens. A população passou a preferir meios de transporte mais rápidos e com menos ocorrências de falhas e atrasos.

Sendo assim, acabou abandonada após poucas décadas.

Um novo rumo

Nos anos 1990, atendendo a pedidos da Orquestra Sinfônica de São Paulo, o então governador Mário Covas decidiu criar uma sala de concertos dentro da estação. O local escolhido para a novidade foi o jardim de inverno francês que ocupava uma parte da estrutura.

Assim, em 1997, iniciou-se uma intensa restauração do prédio, comandada por Nelson Dupré. Para garantir o isolamento e o tratamento acústico à Sala, o arquiteto buscou inspirações em outros auditórios pela América do Norte e Europa. Por lá, também pegou referências para a composição estrutural da construção, incluindo modelos de palcos, áreas de apoio e acessos.

Entre várias consultorias, foi sugerido colocar um teto móvel como forma de garantir a flexibilidade acústica da Sala São Paulo. O item, que consegue ficar a uma altura máxima de 25 metros acima do piso principal, é um dos principais diferenciais do espaço.

Dois anos de muitas obras depois, a Sala São Paulo finalmente abria suas portas em 9 de julho de 1999, com capacidade para quase mil e quinhentos espectadores.

Para a estreia da primeira sala de concertos do Brasil, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo apelou para o simbolismo ao tocar “Ressurreição”, de Gustav Mahler.

Onde: Praça Júlio Prestes, 16 – Campos Elíseos

Cultura