×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
O Que Fazer

Conheça as “estações fantasmas” do Metrô de São Paulo

By São Paulo Secreto

estações fantasma em são paulo

Projetos e trilhos abandonados pelo governo ainda podem ser vistos por usuários mais atentos.

Você já ouviu falar sobre as estações nunca finalizadas do Metrô de São Paulo? Previstas ainda na década de 1960 nos primeiros projetos de linhas metroviárias da cidade, acabaram abandonadas por motivos diversos. Conheça algumas dessas histórias:

+ Companheiro diário: 5 fatos sobre o Metrô de São Paulo

Estação Pedro II

Se você já viajou de Itaquera à Barra Funda pela Linha 3-Vermelha, com certeza conhece a estação Pedro II, né? Porém, o que muitas pessoas não sabem é que ela deveria ser ainda mais útil ao paulistano.

A ideia inicial era que a unidade abrangesse também o ramal sudeste-sudoeste, ou seja, a atual Linha 4-Amarela. O governo estadual chegou a construir a plataforma de embarque, que nunca viu sua inauguração e serve atualmente como depósito. Isso porque os projetistas do Metrô traçaram outro rumo para a linha, tirando a estação Pedro II do itinerário.

estações fantasma em são paulo
Plataforma fantasma. Alexandre Giesbrecht/Wikipedia

Ramal Moema

Outro projeto deixado de lado foi a construção do Ramal Moema na Estação Paraíso. A ideia era ligar as linhas 1-Azul e 2-Verde a Moema, com trilhos construídos em paralelo à avenida 23 de Maio.

A ideia não vingou, mesmo com cerca de 200 metros do ramal já construídos. As plataformas e túneis que atenderiam à linha ainda podem ser vistos dentro da estação, como uma “lembrança fantasma” do projeto.

Viadutos

Mesmo antes da fundação do metrô, em 1968, já haviam planos para a construção de trilhos em São Paulo. Na década de 1950, o então prefeito Prestes Maia projetou vias que ligariam o centro aos extremos da cidade. Para tanto, ergueu sobre a cidade viadutos que supririam a demanda, com espaço para tráfego de trens em seus interiores.

Publicidade

Um deles está localizado na rua Pedroso, no bairro da Liberdade. O pavimento construído para abrigar uma estação nunca construída é usado atualmente como centro de acolhida para moradores de rua.

Também no balaio está o viaduto Dona Paulina, que possui em sua estrutura janelões que indicam o possível uso da estrutura para uma estação.

estações fantasma em são paulo
Viaduto Dona Paulina. Reprodução/Google Maps

Estação República

Para finalizar a lista, um caso de sucesso: as três plataformas fantasmas da estação República. Erguidas durante governo de Paulo Maluf, acabaram abandonadas em 1983 e “esquecidas” até 2004. Depois disso, foram demolidas para dar início às obras de implantação da atual Linha 4-Amarela.

Que bom seria se todos os projetos deixados de lado fossem finalmente usados para melhorar o sistema metroviário, não é?

+ Ruas de São Paulo: 9 endereços famosos da ZL e o porquê de seus nomes

Foto de capa: Andre Zuin/Flickr